Não, não foi o Filipe nem o Geraldo quem viajou, e nem foi pra Cuba, como muitos nos mandaram! Conversamos com o Paulo Ferracioli (FGV), que volta ao podcast para falar de sua experiência em primeira mão na Coreia do Norte. O Paulo contou sobre sua viagem ao país e relata o que viu em suas andanças pela melhor Coréia. Entenda como a filosofia Juche se manifesta na prática naquela sociedade, seus dilemas de segurança e relação com o Estado. E descubra o que são os rádios que estão sempre ligados por lá. Dica: não estão tocando podcast.

Para apoiar o Chutando a Escada, acesse picpay.me/chutandoaescada

Comentários, críticas, sugestões, indicações ou dúvidas existenciais, escreva pra gente em perguntas@chutandoaescada.com.br

Você pode ouvir todos os episódios do Chutando a Escada no Spotify em: spoti.fi/2NixYME

Também temos um canal no YouTube: youtube.com/chutandoaescada

E o grupo do Chutando a Escada no Telegram: t.me/chutandoaescada

Participaram desse podcast:
Filipe Mendonça – facebook.com/filipeamendonca
Geraldo Zahran – facebook.com/geraldo.zahran
Paulo Ferracioli – facebook.com/paulo.ferracioli

Divulgando: #ativismonaweb

Novembro Laranja: Pelo fim da violência contra mulheres e meninas

Ouça o Paulo falando sobre comércio internacional:

Chute 025 – O Brasil e a agenda de comércio internacional com Paulo Ferracioli

Citados nesse podcast:

Tricotando#53 – A validade da Academia na Internet

Canal Mimimidias, no YouTube

Canal Em Dupla com Consulta, no YouTube

Trilha sonora:
-North Korean National Anthem
-Moranbong Band, Without a Break
-Moranbong Band, Soldier’s Road
-Moranbong Band, Let’s Study

Sonoras

Kim Jong Un’s Opening Speech at the Seventh Congress of the WPK

A Worean War, Truman Speech

Capa do episódio:

2 comments on “Diário de viagem: Coreia do Norte
  1. Diego disse:

    Um liberal honesto (mesmo com sua visão de mundo burguesa e apegada ao ocidentalismo), relatou com propriedade o cotidiano daquele país.

    0 pessoas morando nas ruas
    0 analfabetos
    todos com acesso a moradia, lazer, cultura, saúde e educação, sem falar na segurança.

    fim de papo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *