Elas (Chutando a Escada)

Convite: “Manual da Internacionalista Recatada”

A inserção da agenda sobre feminismos, gênero e sexualidade no campo de estudo de Relações Internacionais vem ganhando espaço no Brasil. Na última década temos identificado contribuições importantes que buscam também analisar a temática de gênero e sexualidade a partir dos olhares do Sul global, com especial atenção à nossa realidade brasileira e latino-americana. Destaca-se,…

Read More

Eleições na França e crise democrática

Neste episodio, Carol Pavese (sim, ela!) foi a nossa entrevistada e discutiu processo político na França, a queda de partidos tradicionais, a ascensão da extrema-direita e as implicações da vitória de Macron para a política internacional. Carol levantou reflexões importantes para pensarmos a crise da democracia no mundo e traçou paralelos com o Brasil. Aperte o play, escute o episódio (e fora Bolsonaro!).

Read More

Inclusão econômica das mulheres

Convidamos Natália Mazoni, do Banco Mundial, para conversar sobre a desigualdade na participação das mulheres na economia. Discutimos as atividades do BM nesta agenda e os resultados do Relatório Women, Business and the Law de 2022. Esta foi a oitava edição do estudo, analisando barreiras legais à participação econômica das mulheres em 190 países. O resultado não é surpresa: a desigualdade de gênero ainda é presente no sistema legal e jurídico de 178 países. Quer saber mais sobre o tema? Aperte o play e ouça conosco!

Read More

Bolsonarismo e a aliança antigênero

Hoje os papéis se inverteram: a Débora Prado veio como uma das nossas entrevistadas, junto da Lara Selis (UFU), para contar um pouco sobre o novo trabalho das duas sobre uma aliança global antigênero e o papel do Brasil e sua política externa nesse setor. Entenda mais sobre a atuação reacionária do governo brasileiro na agenda de gênero e porque ela se insere como um componente central da formulação de política externa – e não apenas como “cortina de fumaça”.

Read More

Pandemia e interseccionalidades

Numa aula com direito à interdisciplinaridade e interseccionalidade, a Maria Carolina Loureiro (PUC-SP) veio conversar conosco sobre as muitas camadas dos impactos da pandemia de Covid-19 num país tão marcado por desigualdades. Entenda um pouco mais sobre o histórico de atuação do Brasil em questões de saúde global, como as políticas de saúde estão ligadas a questões sociais mais amplas e estruturais, e como essa realidade foi ainda mais escancarada nos últimos dois anos.

Read More

COP26 e mudanças climáticas

Conversamos com Ana Mauad (Pontificia Universidad Javeriana, Bogotá) e a Helena Margarido Moreira (Anhembi Morumbi) sobre a COP26 em Glasgow, a conferência do clima das Nações Unidas, e o que esperar das negociações.

Read More

Terrorismo e crise no Afeganistão

Recebemos a Rashmi Singh (PUC-MG) para conversar sobre segurança internacional, terrorismo e a situação das mulheres no Afeganistão. Entenda melhor algumas das implicações da chegada do grupo extremista ao poder e como ela está ligada a uma discussão mais ampla e complexa sobre terrorismo.

Read More

Politizar é preciso

Recebemos a Laís Thomaz (UFG) aqui no Chutando pra nos contar um pouco sobre o programa de extensão POLITIZAR. A iniciativa atua em várias frentes para o engajamento da juventude na política institucional, e já vem colhendo resultados que nos ajudam a pensar possibilidades cada vez mais plurais de fazer política no Brasil.

Read More

Identidade e nacionalismo, com Tatiana Vargas

Nos últimos anos, a onda de governos conservadores ganhando força em todo o mundo nos forçou a voltar a pensar sobre a importância do nacionalismo. Mas a Tatiana Vargas-Maia (Universidade LaSalle) veio nos mostrar porque que, na realidade, essa temática nunca deixou de ditar os rumos da política internacional contemporânea, e quais as particularidades desses nacionalismos cada vez mais excludentes do momento histórico que vivemos.

Read More

Existir, resistir, ser

Tivemos o privilégio de conversar com a covereadora Carolina Iara, eleita pelo mandato coletivo da Bancada Feminista (PSOL) para a Câmara Municipal de São Paulo. Primeira parlamentar declarada intersexo no Brasil, a covereadora é a expressão viva da existência como resistência: profissional da saúde pública, cientista social, militante em diferentes frentes de Direitos Humanos com foco no feminismo popular e nos direitos LGBTQIA+, Carolina Iara compartilhou conosco um pouco da sua experiência como ativista e na política institucional.

Read More