Nessa semana, conversamos com o Paulo Menechelli (UnB) sobre o papel da China na produção cultural internacional. Entenda a diferença entre soft power e diplomacia cultural, a evolução no debate sobre o papel da cultura nas RIs e como a China se tornou um dos principais atores no mercado audiovisual global.

Para apoiar o Chutando a Escada, acesse chutandoaescada.com.br/apoio

Comentários, críticas, sugestões, indicações ou dúvidas existenciais, escreva pra gente em perguntas@chutandoaescada.com.br

Participaram desse podcast:

Filipe Mendonça – twitter.com/filipeamendonca
Débora Prado – twitter.com/debfbp
Paulo Menechelli – twitter.com/prtmfilho

Conheça o site do ObservaChina e siga a página do Twitter e do Instagram!

Citados no episódio:

Hugo Rogelio Suppo, Mônica Leite Lessa – A quarta dimensão das relações internacionais
Chute 222 – As Relações Internacionais e o Cinema
Yaqing Qin – Globalizing IR Theory: Critical Engagement
Edgard Telles Ribeiro – Diplomacia cultural: seu papel na política externa brasileira
Joseph Nye – Bound To Lead: The Changing Nature Of American Power
Yaqing Qin – A Relational Theory of World Politics
Aynne Kokas – Hollywood Made in China 
Paulo Menechelli – Stereotypes and Invisibilities: cinema and the construction of imagery about China in the West
RadarChina – Canções em Pequim integra festival online em dezembro

Trilha sonora:
WayV 威神V ‘Action Figure’ Performance Video
WayV 威神V ‘秘境 (Kick Back)’ MV
LAY ‘莲 (Lit)’ MV

1 comment on “Soft power chinês
  1. Renan Antonietto disse:

    Esse episodio ficou muito bom, as perguntas foram boas e o Paulo destrinchou com classe e elegância. Fiquei interessado em ler o artigo dele sobre a construção do imaginário, aqui so tem em ingles, tem uma versão em portugues? Facilita a vida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.