Recebemos o professor e pesquisador Heitor Loureiro (FMU) que fala sobre o Genocídio Armênio, metodologia histórica e a militância da banda System of a Down. Neste episódio, entenda sobre o silêncio e o negacionismo como poder e o a importância do conceito de genocídio para compreensão de gravíssimas violações dos direitos humanos.

Para apoiar o Chutando a Escada, acesse chutandoaescada.com.br/apoio

Comentários, críticas, sugestões, indicações ou dúvidas existenciais, escreva pra gente em perguntas@chutandoaescada.com.br

Você pode ouvir todos os episódios do Chutando a Escada no Spotify em: spoti.fi/2NixYME

Ouça a trilha sonora deste episódio em: spoti.fi/2HvFILO

Participaram desse podcast:

Filipe Mendonça – twitter.com/filipeamendonca
Geraldo Zahran – facebook.com/geraldo.zahran
Heitor Loureiro – twixar.me/PTvn

Divulgando:

-Lançamento do livro Genocídio Armênio: Nacionalismo, Silêncio e Direitos Humanos (1915-2015)

24 de maio de 2019, das 15h às 20h, na sala do Conselho Universitário da USP, Rua da Reitoria, 374

Você conhece o podcast ONDEM – O nome disso é mundo, do Filipe Teixeira?

O Heitor também produz o ONDEM Política – O nome disso é Política

Trabalhos citados neste episódio:

LOUREIRO, Heitor; CARNEIRO, M. L. Tucci (Org.) ; BOUCAULT, C. E. A. (Org.) . 100 anos do genocídio armênio: negacionismo, silêncio e direitos humanos. 1. ed. São Paulo: Humanitas, 2019. v. 1. 364

LOUREIRO, Heitor. ‘The Voice of the Armenian People’: Armenian Press in São Paulo (1940s-1970s). Journal of Armenian Studies, v. 2, p. 121-134, 2016.

LOUREIRO, Heitor; ARAPIAN, P. Genocídios, massacres e chacinas: o que o genocídio armênio tem a ensinar às periferias brasileiras. Revista Liberdades, v. 1, p. 57-68, 2015.

LOUREIRO, Heitor. Diálogos entre História e Direito: o conceito de genocídio e o caso armênio. Revista Fórum de Ciências Criminais, v. 1, p. 1-20, 2015.

LOUREIRO, Heitor. Genocídio armênio: uma introdução histórica. Política Externa, v. 23, p. 1-20, 2015.

Sonoras:

100 anos depois, o genocídio armênio ainda é lembrado pelos poucos sobreviventes ainda vivos

-System of a Down, Sardarapat

Ilustração em destaque:

A ilustração em destaque foi feita pelo grande pictógrafo e quadrinista Marcelo Dakí. Conheça o trabalho do Dakí no twitter , no instagram ou no tumblr.

 Trilha:

-Hellscore – Aerials (a cappella cover)
-Chop Suey, Jazz Cover by Robyn Adele Anderson
-Cello Cover by Break of Reality, B.Y.O.B.
-Symphonic Rock, Chop Suey
-Toxicity –  Pirate Anthem Cover by Robyn Adele Anderson
-Chop Suey (The Church Cover)
-System of A Down, Boom!/P.L.U.C.K. / Know / Holy Mountains

Capa do episódio:

Chute 109 - System of a Down e Genocídio Armênio

7 comments on “System of a Down e Genocídio Armênio
  1. Wilson disse:

    Pessoal, coloquem os nomes dos filmes que ele cita, por favor.

    1. Geraldo Zahran disse:

      Toma aí:

      Mayrig (1991), Henri Verneuil – https://www.imdb.com/title/tt0102421/

      Ararat (2002), Atom Egoyan – https://www.imdb.com/title/tt0273435/

      Screamers (2006), Carla Garapedian – https://www.imdb.com/title/tt0823668/https://youtu.be/54HnhK3Mfnk

      La masseria delle allodole (2007), Paolo Taviani & Vittorio Taviani – https://www.imdb.com/title/tt0854672/

      The Cut (2014), Fatih Akin – https://www.imdb.com/title/tt2245171/

      Uma História de Loucura (2015), Robert Guédiguian – https://www.imdb.com/title/tt4062208/

      1915 (2015), Garin Hovannisian & Alec Mouhibian – https://www.imdb.com/title/tt3781762/?ref_=tt_rec_tti

      A Promessa (2016), Terry George – https://www.imdb.com/title/tt4776998/

      Intent to Destroy (2017), Joe Berlinger – https://www.imdb.com/title/tt6794462/

      1. Wilson disse:

        Obrigado! Vamos aos Torrents.

  2. FELIPE RODRIGUES FERRERAS disse:

    Só posso dizer q foi maravilhoso esse episódio!

  3. Gustavo disse:

    Bravo, bravissimo
    Programa épico
    Convidado genial que eu néscio não conhecia
    Parabéns pelo trabalho Dr.Heitor. vc é porreta!

  4. Douglas Venceslau disse:

    Genial! Eu como fã de SOAD, já sabia um pouco da história do Genocídio e da relação da banda. Vir aqui e escutar essa aula, foi de um enorme prazer pra mim. Parabéns a todos pela aula!!!

    1. Geraldo Zahran disse:

      Valeu, Douglas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *