Conversamos com Bruna Cristina Jaquetto Pereira (UnB) sobre a violência contra as mulheres na quarentena a partir de uma abordagem interseccional.

Para apoiar o Chutando a Escada, acesse chutandoaescada.com.br/apoio

Comentários, críticas, sugestões, indicações ou dúvidas existenciais, escreva pra gente em perguntas@chutandoaescada.com.br

Participaram desse podcast:

Débora Prado – twitter.com/debfbp
Carolina Pavese – facebook.com/carol.pavese.7
Khazar Masoumi – twitter.com/BrunaCJPereira
Lara Selis – twitter.com/LaraSelis

Eventos divulgado no episódio:
Seminário MulheRIs + MujeRIs: Feminismos Latino-Americanos nas Relações Internacionais

Alguns textos da Bruna Pereira:
– Batekoo: território de afetos. ARQUIVOS DO CMD, v. 8, p. 58-77, 2019.
– Amefricanas: branqueamento, gênero e raça. CADERNOS ADENAUER (SÃO PAULO), v. XIX, p. 177-188, 2018.
– Migrações e a -ótica racial transnacional-: Brasil, Estados Unidos e a (re)construção dos entendimentos sobre raça. MEDIAÇÕES – REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, v. 23, p. 291, 2018.
– A organização social do trabalho doméstico e de cuidado: considerações sobre gênero e raça. Revista Punto en Género, v. 0, p. 4-24, 2015.

Trilha sonora:
Maria da Vila Matilde, Elza Soares
Eu sou um monstro, Karina Buhr
Dizputa, Carol Naine
Laura, Marina Melo
Medo do escuro, MC Rebecca

2 comments on “Violência doméstica e pandemia
  1. Sergio Garcia disse:

    Gentinha linda,

    Parabéns pelo episódio (apesar de isso ser redundante, todos os episódios são espetaculares).

    A razão do comentário é a música Dizputa, da Carol Naine.

    Eu não a conhecia e dado a minha sensibilidade ao tema “puta”, por ser filho de uma profissional do sexo, uma puta pessoa, que me criou e tem grande mérito pela pessoa que me tornei, me sensibilizei e vim aqui comentar.

    Mais uma vez, parabéns pelo episódio, mas principalmente pela trilha sonora, descubro muita gente espetacular nelas.

    1. Geraldo Zahran disse:

      Que mensagem bonita, Sergio!
      Obrigado pelo apoio, seguimos juntos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *